Resenha: "Silêncio"

19/07/2017 20:16

 

 

 

  Editora: Dom Quixote

  Autor: Shusaku Endo

  Edição: (1990)

  Número de páginas: 240

 

 

 

Sobre o autor

Nascido em 1933, o autor japonês vive de acordo com os fundamentos católicos desde os seus 12 anos, por influência da mãe (os pais separaram-se em 1933). As suas diversas obras costumam refletir o estigma do forasteiro e as suas vivências de infância.

 

A obra

Olá a todos!! :)

 

É verdade, já li este livro há cerca de três meses… No entanto, só agora escrevo a resenha deste livro, que (muitas décadas após a sua publicação) deu origem ao filme homónimo, lançado este ano.

 

“Silêncio” é um livro que nos traz a história de um grupo de missionários portugueses do século XVII que se terão deslocado ao Japão, não só para difundir o catolicismo, mas também com o objetivo secreto de terem notícias do desaparecido padre Ferreira, que tanto os marcou.

 

Mas, como se sabe, o Japão exerce uma profunda repressão sobre os clandestinos praticantes desta confissão religiosa, que vai contra o regime em vigor. E é este o clima vivido pelo leitor, e especialmente por um dos missionários, Sebastião Rodrigues.

 

 

Ao longo da obra, este enfrentará, mais do que o medo e a tortura, um dilema moral: o de desistir (pelo menos, a nível prático) da sua fé e denunciar outros crentes, ou de ser torturado e pior… Ver outros a serem torturados por sua causa!

 

A meu ver, o autor consegue mostrar esta situação penosa e as suas dimensões, incluindo os efeitos da mesma sobre a personagem, o que é um dos principais pontos positivos do livro. O autor recorre ainda a outras personagens, das quais se destaca uma, que já vivenciou uma realidade semelhante, apresentando intermitentes rebates de consciência.

 

Para além disso, o processo percorrido pela personagem é mote para uma ponte estabelecida entre este e o de Cristo durante a Via Sacra. No entanto, esta relação e a descrição da situação anterior, de tão detalhadas, conseguem ser repetitivas, o que lhes “retira” alguma qualidade, e mérito.

 

Outro aspeto que não me agradou muito foi o facto de as descrições não me permitirem visualizar os lugares, ou sequer imaginá-los com a mínima clareza. Mas penso que o filme colmatará essa falha.

 

(Sim, esses são mesmo os caracteres japoneses para a palavra "proibido")

 

Agradou-me a divisão da escrita do livro, numa parte em formato de diário (relatos enviados pela personagem ao país natal), e noutra na terceira pessoa, já que Sebastião não teria condições de escrever naquela altura, após ser capturado.

 

Todavia, a própria escrita e narrativa não me captou a atenção, talvez devido ao ano em que foi escrito, apresentando um vocabulário e uma estrutura frásica bastante diferente do habitual. Além disso, não existiu uma única personagem capaz de me cativar.

 

Por outro lado, o autor conseguiu entrar no clima e apresentar pormenores que nunca nos passariam pela cabeça, tais como a “sede” de objetos religiosos por parte das populações, as vistorias, as terras vizinhas à procura de um padre, etc.

 

Enfim, não obstante consideráveis falhas, este livro consegue colocar-nos na situação silenciosa e repressiva vivida, no dilema vivido pelo missionário português, obrigado a renegar os seus princípios. Mas será que o vai fazer…?

 

 

 

Agora, não percam a pergunta da Maratona Quiz, para que possam ganhar um destes livros:

 

A dificuldade é maior nesta pergunta, mas vocês conseguem! Boa sorte!!

 

Boas leituras!! ;)

Tópico: Resenha: "Silêncio"

Comentário

Data: 25/07/2017 | De: Déborah

Oi.
Nunca tinha ouvido falar da obra e nem da editora.
Achei a premissa bem diferente, mas infelizmente não me interessei em ler.

Sem interesse

Data: 24/07/2017 | De: Michele Lopez

Olá,
Desconhecia a obra, mas infelizmente ela não conseguiu despertar meu interesse.
Não sou muito de ler obras do gênero, ainda mas envolvendo o catolicismo e toda esse percurso com cunho mais religioso.
Nem mesmo o filme me deixou curiosa. Mas adorei saber suas impressões e torço para que os ambientes sejam bem desenvolvidos na adaptação para sanar tal problema que teve com a leitura.

Curiosa

Data: 24/07/2017 | De: Grazielli

Oie amore,

Não conhecia a obra, mas já me interessei. Curiosa por aqui pra ler.
Parece ser um livro bem inteligente!

Beijokas!

Olá

Data: 23/07/2017 | De: Roberta Gouvêa

Tudo bem?
Gostei muito da sua resenha! Ainda não conhecia o livro, mas a proposta dele é bem interessante e fala sobre um tema sobre o qual tenho muita curiosidade.
Dica super válida. Beijos <3

Comentário

Data: 22/07/2017 | De: Fabiana

Olá, tudo bem?
Confesso que não conhecia o livro, e acredite se quiser, nem o filme, mas a sua resenha me deixou curiosa, e por falar em resenha, que resenha hein? Parabéns!
Visitarei seu blog mais vezes para acompanhar as suas dicas
Beijos

965476959

Data: 22/07/2017 | De: Marilina Fernandes

Olá,
Nem me lembro da estreia deste filme.
Em relação ao livro, este género não é da minha preferência.
;)

:D

Data: 22/07/2017 | De: Valéria

ja ouvi falar do autor e do livro mas nunca bateu vontade de fazer a leitura... talvez eu assista o filme, e a partir dele posso encarar a versão escrita...

bjs...

Comentário

Data: 22/07/2017 | De: Mari

Não conhecia essa história, é sem dúvida bem diferente do que costumo ler.
Beijos
Mari
<a href=http://www.pequenosretalhos.com>Pequenos Retalhos</a>

Comentário

Data: 22/07/2017 | De: Yara Guez

Oie! Acho que no fim a leitura não foi das melhores né? Não me interessei pela história, achei bem confusa.

Comentário

Data: 21/07/2017 | De: Gleyse Vieira

Olá, achei o enredo bem diferente, trazendo essa temática um tanto quanto histórica e religiosa, mas o livro em si não me atraiu muito, imagino que não seja uma leitura do tipo que nos prende, enfim. Bjs

1 | 2 >>

Novo comentário