Resenha: "A Bela e os Lobos"

Resenha: "A Bela e os Lobos"

28/02/2016 17:00

 

 

  Editora: Chiado Editora

  Autor: Alexa L D

  Edição: 1

  Número de páginas: 397

 

 

 

 

 

Sobre a autora:

Alexa L.D  nasceu em 1990 na cidade de Lisboa, embora se tenha mudado para Évora aos doze anos, onde permanece até a atualidade. Cresceu sob a influência da escrita da consagrada autora J.K Rowling. Considera a Literatura Fantástica tão essencial como o ar que respira. Prefere a fantasia á realidade, não por ser menos dolorosa, mas por permitir seguir rumos que a vida não deixa.

 

A obra:

 

Olá a todos!

 

Como já vos tinha dito, não contava acabar de ler a obra este mês, tendo em conta que a comecei na segunda feira passada e que a obra tem cerca de 400 páginas, até porque os momentos que consegui reservar à leitura não foram muitos… Mas a verdade é que “devorei” este livro de uma forma que imaginava ser impossível!!

 

Já devem ter percebido que adorei!! E é mesmo verdade, achei o livro muito cativante! Mas antes da opinião, quero contar-vos um pouco da história…

 

Todos vocês devem conhecer o que são lobisomens, mas o que acham de um género de “lobisomem inverso”? Bem, na verdade, um Lycan…

 

“Lycan: Tipo de lobo de enormes proporções capaz de se transformar em humano. Espécie dotada de grande beleza e inteligência, mas extremamente cruel e selvagem. Raça no topo da cadeia alimentar”

 

Lembro-vos que a ação se desenrola perto do ano 2 500 (trata-se de uma visão pós-apocalíptica), altura em que estes seres dominam a terra sobre os humanos, atacando as suas aldeias e fazendo-os escravos (caso não os devorem, quando sentem “fome”).

 

A obra começa num momento de suspense. Kalib, a cidade onde a nossa protagonista e narradora (Helena Rangel) mora, é repentinamente atacada por Lycans e, depois de se deparar com a morte do pai (a pessoa que mais amava), vê-se obrigada a fugir…

 

Consegue encontrar abrigo numa aldeia, onde foi bem acolhida… Mas, na verdade, continuava a ser perseguida por um dos Lycans que invadiu a sua cidade. Este acabou por causar a morte de um dos habitantes da aldeia (Airon), devido à sua paixão por Helena… Assim, foi obrigada a sair e a procurar outro lugar para viver.

 

“Todos olhavam-me com expressões de fúria, surpresa e até mesmo medo”

 

Acaba por ser levada por esse Lycan e depressa descobre que este é afinal Majéris Maddox, o Rei do Norte, e que a quer para rainha!

 

Após este a violar, Helena tenta a todo custo afastá-lo, mas sem sucesso, devido à sua posição. O certo é que, a partir daquele momento, a protagonista passou a odiá-lo, é perfeitamente compreensível!

 

“A minha virgindade tinha sido arrancada por um Lycan… Todos os meus sonhos, os meus desejos, as minhas vontades tinham-se evaporado para sempre. Num piscar de olhos, Shane (o Rei) tinha destruído a minha vida”.

 

Num acesso de raiva, Shane acaba por fazer uma revelação, que mudará para sempre a imagem limpa que Helena tinha do pai…

 

“Foste-me prometida pelo teu querido pai em troca de alguns anos de paz na tua cidade natal e eu aceitei. Como vês, a tua felicidade não era a sua principal prioridade”

 

E assim vai descobrindo o mundo daqueles seres que sempre desprezou (mais ainda após terem assassinado o seu pai)… Mas acaba por se apaixonar por esse Lycan, embora não se tivesse ainda apercebido ainda disso.

 

Pior, instala-se uma guerra entre o norte e o sul e, adivinhem lá qual a sua causa… Helena!

 

 

Adorei a obra!! Não conseguia parar de ler! Sempre que podia, lá ia eu a correr pegar no livro…!

 

Apenas um pequeno senão: tinha muitos erros! Acentos, vírgulas, posição dos pronomes pessoais,… O que é realmente uma pena, pela qualidade da história…

 

 

Devo salientar que o suspense nunca acaba… Aliás, vai crescendo ao longo da obra, culminando no momento “clímax” do final!

 

Bem, quanto ao final... Foi horrível! Não pela sua qualidade (porque continuou bastante bom e mostrou-se bem pensado!), mas realmente fez-me perder as estribeiras… Enervei-me… Pensei em algo mais feliz… (Caramba! Como é possível a autora partir-nos assim o coração?!?).

 

Adoraria ver um segundo volume a continuar esta obra, mas não sei se vai acontecer (tinha até ideias a “fervilhar” sobre o que poderia acontecer numa continuação!). O que eu acho, para além disso, é que daria um bom filme. Não que perceba muito do assunto, mas… it’s just my opinion!

 

Ou seja, e para finalizar (que a resenha já vai longa!) é que aconselho vivamente a todos os leitores de suspense e também aos de romance e, claro, fantasia! Para estes, é quase imprescindível!

 

Aproveito para vos dizer que completei as duas categorias deste mês do Desafio Inverso!

 

 

Agora, vamos espreitar qual a minha nova leitura! :)

 

 

“Cidades de Papel”! Já tenho a obra desde o Natal mas ainda não tinha encontrado “vontade” de o ler! Parece que este foi o incentivo...! :) Espero que seja tão boa como a anterior!

 

Não se esqueçam! Amanhã, contem com o nosso primeiro balanço mensal! É algo que decidi introduzir… Mas explico tudo amanhã!

 

E quem não participou no passatempo, pode participar por aqui!

 

Boas leituras!! ;)

 

 

Patrocinado por: